10.2.3 – Reservas, Extração e Beneficiamento de Urânio no Brasil

Com cerca de 30% do território prospectado, o Brasil possui atualmente a sexta maior reserva de urânio do mundo. As reservas nacionais são estimadas em 309.200 toneladas. Desse total, 46% estão localizados no Município de Itatiaia, no Ceará, e 33%, no Estado da Bahia, nos municípios de Lagoa Real e Caetité, como indicado na Tabela 10.2.

TABELA 10.2 Reservas de urânio no Brasil - situação em janeiro de 2001
Fonte: INDÚSTRIAS NUCLEARES BRASILEIRAS - INB. 2001. Rio de Janeiro. Disponível em www.inb.gov.br.

O urânio é um metal branco-níquel, pouco menos resistente que o aço, encontrado nas rochas da crosta terrestre. Sua principal aplicação comercial é a geração de energia elétrica, como combustível para reatores nucleares de potência. Para isso, passa por uma série de estágios e processos, dentre os quais a mineração, o beneficiamento e a produção do elemento combustível, composto por pastilhas de dióxido de urânio (UO2) (INB, 2001).

O primeiro complexo mínero-industrial de urânio no Brasil foi instalado em 1982, no Município de Caldas, no sul de Minas Gerais (INB, 2001). Segundo a referida fonte, desde o início de sua operação, a unidade de Caldas produziu cerca de 1.300 toneladas de concentrado de urânio (U3O8) - o suficiente para o suprimento de Angra I e de programas de desenvolvimento tecnológico. Esgota a capacidade de produção de Caldas, do ponto de vista da viabilidade econômica, passou-se a explorar a unidade de Lagoa Real, permanecendo em Caldas apenas o beneficiamento. A produção de elementos combustíveis é feita em Rezende-RJ, onde há duas unidades produtoras.

A Figura 10.3 apresenta a localização das principais reservas nacionais de urânio, as unidades de extração, beneficiamento e produção de elementos combustíveis e as usinas termonucleares de Angra dos Reis, no Estado do Rio de Janeiro.

FIGURA 10.3 Reservas nacionais de urânio, unidades de extração, beneficiamento e produção de elementos combustíveis e usina termonuclear de Angra dos Reis
Fonte: ELETROBRAS TERMONUCLEAR - ELETRONUCLEAR. A Energia nuclear: história, princípios de funcionamento. Rio de Janeiro. 2001. Disponível em: www.eletronuclear.gov.br/funcionamento.htm.


 Apresentação
 Sumário
 1 – Introdução
 2 – Aspectos Institucionais
 3 – Energia Solar
 4 – Energia Hidráulica
 5 – Biomassa
 6 – Energia Eólica
 7 – Petróleo
 8 – Carvão Mineral
 9 – Gás Natural
 10 – Outras Fontes
10.1 - Informações Gerais
  10.2 - Energia Nuclear
    10.2.1 - A Energia Nuclear no Contexto do Setor Elétrico Internacional
    10.2.2 - A Energia Nuclear no Contexto do Setor Elétrico Brasileiro
    10.2.3 - Reservas, Extração e Beneficiamento de Urânio no Brasil
    10.2.4 - Aspectos Socioambientais
  10.3 - Efluente Gasoso, Enxofre, Gás de Alto Forno e Gás de Processo
 11 – Aspectos Socioeconômicos