Agência Neurônio
 Ir para a página Inicial da ANEEL  Imagem Superior do Perfil: Informações Técnicas
Informações em tempo real Missão e Visão | Protocolo-Geral | Biblioteca Virtual | Busca | Cadastre-se | Fale Conosco | Processos | Mapa do Site | Links | Serviços | Glossário | English
Informações Técnicas Aumentar o tamanho da fonte. (Atalho: Alt A) Diminuir o tamanho da fonte. (Atalho: Alt D)    
Página Inicial  Informações Técnicas Imagem Seta Últimas Notícias

Texto a procurar   Período de  a   
Consórcio Madeira Energia vence o leilão da UHE Santo Antônio
10/12/2007

O consórcio Madeira Energia é o vencedor do leilão de energia da usina hidrelétrica Santo Antônio promovido hoje (10/12) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). O grupo apresentou o preço final de R$ 78,87 por megawatt-hora (MWh), o que representa um deságio de 35% em relação ao preço inicial de R$ 122,00 por MWh. O consórcio é formado pelas empresas Odebrecht Investimentos em Infra-estrutura Ltda. (17,6%); Construtora Norberto Odebrecht S/A (1%); Andrade Gutierrez Participações S/A. (12,4%); Cemig Geração e Transmissão S/A (10%); Furnas Centrais Elétricas S/A ( 39%) e Fundo de Investimentos e Participações Amazônia Energia - FIP – formado pelos bancos Banif e Santander (20%).

O grupo, que irá construir a usina no rio Madeira, em Porto Velho, Rondônia, ratificou o percentual mínimo de 70% exigido pelo edital para a destinação da energia para o Ambiente de Contratação Regulada (ACR). A energia produzida no ACR será rateada entre 32 distribuidoras que declararam a demanda e se habilitaram para comprar a energia da usina de Santo Antonio. Os demais 30% poderão ser comercializados para consumidores livres, grandes empresas que adquirirem energia diretamente da geradora.

O leilão, que durou aproximadamente 15 minutos, foi encerrado na primeira fase com o preço de lance de R$ 78,90 por MWh. Com a destinação de 70% para o ACR, foi aplicado um mecanismo redutor previsto nas regras da licitação, que resultou no preço final de R$ 78,87 por MWh.

Realizado via sistema eletrônico fechado nas dependências da sede da Aneel em Brasília, o evento teve a participação de três consórcios.  Foi montada infra-estrutura especial com salas utilizadas em regime de confinamento dos concorrentes para proporcionar a segurança de informação no certame. Os demais dois grupos participantes foram Consórcio Energia Sustentável do Brasil – Cesb, formado pelas empresas Suez Energy South América Participações Ltda. (51%) e Eletrosul Centrais Elétricas S/A (49%) e Consórcio de Empresas Investimentos de Santo Antonio – Ceisa, formado pelas empresas Camargo Correa Investimentos em Infra-Estrutura S/A (0,9%) ; Companhia Hidro Elétrica do São Francisco – Chesf (49%); CPFL Energia S/A (25,05%) e Endesa Brasil S/A (25,05%).

O consórcio vencedor terá até o dia 2 de janeiro para apresentar a documentação relativa à habilitação para a homologação do resultado final do leilão. Os documentos são de qualificação jurídica, técnica e econômico-financeira e de regularidade fiscal. A assinatura dos contratos de concessão e dos CCEAR deverão ser assinados entre maio e junho de 2008, de acordo com o cronograma.

Contratos – O vencedor irá assinar contratos de comercialização no ambiente regulado (CCEAR) com duração de 30 anos, para a geração de energia para o Sistema Interligado Nacional.  A usina Santo Antônio terá 3.150,4 megawatts de capacidade instalada. O empreendimento deverá gerar energia a partir de dezembro de 2.012, data prevista para a entrada em operação das duas primeiras unidades geradoras. O projeto inclui a instalação de 44 turbinas e a área do reservatório terá 271 quilômetros quadrados. O prazo até a implantação final é de 43 meses, equivalente a 3,7 anos. O valor total do investimento, avaliado pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), para a construção da UHE Santo Antonio foi definido em R$ 9,5 bilhões, com data de referência de dezembro de 2006.

Veja aqui mais informações sobre o leilão.


   Imprimir esta página Imprimir    Indique para um amigo Indique para um amigo